sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Workshop Aromaterapia

Dia 29 de Janeiro iremos fazer um Workshop de Aromaterapia.

Óleos essenciais são substâncias voláteis extremamente concentradas, que possuem princípios ativos de acordo com as suas composições químicas. Dependendo da planta, o óleo essencial terá características diferenciadas de aroma, cor e densidade. Os óleos essenciais podem ser usados diluídos em veículos carreadores sobre a pele, através de massagens, cremes, loções, gel ou puro, através da inalação. Dependendo da forma de uso provocará efeitos físicos, mentais e emocionais.



É considerada uma terapia alternativa ou complementar, embora seja um tratamento bastante antigo, que surgiu da fitoterapia e que é comumente usada em conjunto com esta. É utilizada no tratamento das mais variadas enfermidades e desequilíbrios, sendo considerada uma terapia holística. A Aromaterapia deve, mesmo assim, ser aplicada com cautela e de preferência, guiada por um profissional especializado, que saberá verificar as contra-indicações, além de dosagens e melhores formas de uso.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
- Introdução
- Como funciona
- Terapia natural
- Usar em casa / em gabinete
- Cuidados
- Os óleos
- Dosagens
- Aplicações
- Benefícios da Aromaterapia
- Os óleos e os chakras (harmonização)
- Massagem aromática

CERTIFICAÇÃO:

No final do workshop com aproveitamento será entregue ao formando um certificado de participação com respectivo manual de apoio

SAÍDAS PROFISSIONAIS:

Os conhecimentos adquiridos podem ser aplicados por esteticistas, massagistas, massoterapeutas, fisioterapeutas, psicólogos etc.

DATA:
28 Janeiro 2012


DURAÇÃO:

7 horas

HORÁRIO:

Das 10h às 13h e das 14h às 19h

CONDIÇÕES MÍNIMAS DE ACESSO:

9º ano ou escolaridade obrigatória.
Conhecimento médio e abertura intelectual para a compreensão dos métodos terapêuticos holísticos

MATERIAL:

- 1 frasco de óleo de amêndoas doces
- 1 creme neutro
- Papel e caneta

INVESTIMENTO/INSCRIÇÕES:

- Isento de inscrição (consultar a secretaria para o valor)
- 10% de desconto para sócios da ASH-TM

LOCAL:
Rua Damião de Góis, 34 - 1º Esq.
1495-043 Algés

FACEBOOK - Workshop Aromaterapia

Sopa desintoxicante nº 1

Após as festas, ou simplesmente para limpar um pouco o seu organismo, aqui vai a minha sopa de desintoxicação para fazerem durante 10 dias ao almoço e jantar, podem comer frutas 3 a 4 porções pelo menos, bebam durante o dia 1,5 L água e chás à escolha (dente de leão, cavalinha, pau d`arco e borututo)

Sopa desintoxicante nº 1
(cerca
de 900 calorias)

Ingredientes
- 250 g de cogumelos frescos picado
(opcional)
- 2 ramos de salsa picada
- 1 cebola pequena picada
- 1 col.
(sopa) de óleo de linhaça ou girassol
- 4 pedaços de abóbora picadas
- 6
copos de água
- ½ chávena (chá) aveia
- sal a gosto (sal marinho
integral)


Preparação
:

Refogue a cebola no óleo. Adicione as abóboras e os cogumelos. Abaixe o fogo e refogue por 5 minutos, mexendo sempre. Adicione os restantes ingredientes e cozinhe por 12 minutos. Deixe arrefecer um pouco e bata no liquidificador até ficar cremoso. Se desejar, separe uns pedacinhos de abóbora e cogumelos para acrescentá-los na sopa já batida.
Bom Apetite,
RR

(ATENÇÃO: esta receita de sopa de desintoxicação não serve de plano alimentar único, deve ser sempre acompanhado por um profissional da área da saúde)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Fórum Medicina Natural, inicia já em Janeiro

Em Janeiro o novo espaço de debate sobre Medicina Natural 
estará disponível. Para além da Medicina Natural teremos ainda os espaços Nutrição (com receitas e dicas), Workshops e Parcerias.
Janeiro marca o inicio, o debate será o centro, as pessoas serão a forma.

Venha-nos visitar em


http://r-rebotim.getforum.org/portal.php

Boas Festas,


R-Rebotim


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Mousse de Maçã Reineta


Sugestão para uma sobremesa no dia de Natal para os gulosos!!!


Mousse de Maçã Reineta
Calorias: 151 Kcal por pessoa, rica em fibras e cálcio

4 maçãs Reinetas
2 iogurtes naturais
6 folhas de gelatina
4 colheres (sopa) água
Sumo de um limão
folhas de hortelã q.b.
canela em pó q.b.

Preparação:
Descasque as maçãs, corte-as em pedaços para 1 taça e regue-as com o sumo de limão. Junte 4 colheres de sopa de água e leve a lume durante uns minutos num tacho. Dissolva as folhas de gelatina em água morna durante 5 minutos até que se dissolvam completamente. Retire as maçãs, reduza-as em puré e leve novamente ao lume. Deixe ferver um pouco e adicione a gelatina escorrida e mexa bem até que se misturem. Retire e deixe arrefecer. Acrescente os iogurtes e volte a mexer. Divida o preparado por várias taças e decore com folhas de hortelã e canela a gosto.


Bom proveito,


RR

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Estudo sobre Células Dendítricas (Denditric Cells-DC)


What is DC Therapy?
Dendritic Cell (DC) Therapy or so-called Dendritic Cell vaccine is a newly emerging and potent form of immune therapy used to treat cancer. Only recently (2010) approved by the US FDA, dendritic cell therapy is an immune therapy which harnesses the body's own immune system to fight cancer. The dendritic cell itself is an immune cell whose role is the recognition, processing and presentation of foreign antigens to the T-cells in the effector arm of the immune system. Although dendritic cell are potent cells, they are not usually present in adequate quantity to allow for a potent immune response. Dendritic cell therapy thus involves the harvesting of blood cells (monocytes) from a patient and processing them in the laboratory to produce dendritic cells which are then given back to a patient in order to allow massive dendritic cell participation in optimally activating the immune system. To learn more about vaccine and dendritic cell therapy for cancer, please read the following articles:


The National Cancer Institute has a very concise primer on Treating and Preventing Cancer with Vaccines on their site.


"Dendritic cells and immunity against cancer" by K. Palucka, H. Ueno1, J. Fay, and J. Banchereau of Baylor Institute for Immunology Research and Sammons Cancer Center, Baylor University Medical Center,Dallas, TX; and Department of Gene and Cell Medicine and Department of Medicine, Immunology Institute, Mount SinaiSchool ofMedicine, New York,NY,USA as published in Journal of Internal Medicine.
Volume 269, Issue 1, 2010.


Dendritic Cells (I): Biological functions” and “Dendritic Cells (II) Role and therapeutic implications in cancer” by S. Satthaporn and O. Eremin of the U. of Nottingham and Lincoln County Hospital, UK as published in J. of the Royal College Surgeons, Edinb.
46:9-20 and 159-167, 2001.


Clinical Applications of Dendritic Cell Cancer Vaccines” by Dr. Joseph Barr of the U. of Pittsburgh Cancer Institute, Pittsburgh, PA USA in The Oncologist 4(2): 140-144, 1999.


Also, a slide show / lecture presentation by Dr. Michael Morse on “Current Status of Dendritic-Cell Vaccines” is available on the Medscape site from WebMD as part of an educational session on “Therapeutic Cancer Vaccines: Targeting the Future of Cancer Treatment” but requires registration to enter the site.


A youtube video presentation on "Using Dendritic Cells to Create Cancer Vaccines" by Professor Edgar Engleman of Standford University is here.


Abstracts of recent reviews on Pubmed include articles by IG Schmidt-Wolf et al. on “Dendritic Cell, the immunotherapeutic cell for cancer”, TL Whiteside and C Odous from U. of Pittsburgh Cancer Institute on “Dendritic cell biology and cancer therapy”, EM Hersh et al. on “Clinical Applications of dendritic cell vaccination in the treatment of cancer


Also, please refer to our Research Archives for many related abstracts on the therapy.


in http://www.dendritic.info/DCTherapy.html
Bacalhau no forno com Castanhas e ervas aromáticas (à minha maneira)
Sugestão para o Natal, Dezembro de 2011:


Receita para 4 pessoas
Grau de dificuldade: Fácil
Tempo de confeccçao: 50 minutos


Ingredientes:


- 4 postas médias de bacalhau (demolhado)
- 3 dentes de alho
- 1 cebola grande
- 1/2 copo de vinho branco
- 1 folha de louro
- sal marinho e pimenta branca q.b.
- azeite q.b.
- pimento verde e vermelho
- 1 kg. de castanhas cozidas (congeladas)
- manjericão q.b.
- coentros q.b.
- açafrão das indías q.b.



Confecção:
Num Pirex de vidro colocar o bacalhau e levar ao forno pré-aquecido a 200ºC (cerca de 20 minutos e verificar se está cozinhado).


Numa frigideira colocar cebola cortada às rodelas fininhas com os alhos, tiras fininhas de pimento verde e vermelho, sal marinho e um pouco de pimenta branca, o louro, manjericão, vinho branco e regar com azeite (e deixar aloirar e colocar um pouco de açafrão das índias).
Cozer metade das Castanhas e reservar.
Colocar no pirex as castanhas à volta do bacalhau, regar por cima a cebola, alho, louro, pimenta verde e vermelha. Levar a forno pré-aquecido a 140ºC (10 minutos +/- para aloirar um pouco).


Decorar com azeitonas pretas por cima do bacalhau e coentros frescos a gosto.


Acompanhamentos:
Batatas doces assadas no forno com pele, bróculos a vapor e uma salada variada com alface, rucula selvagem, tomate cherry e couve roxa com azeite e orégãos.


Bebida : Vinho tinto Borba ou sumo de laranja natural



Bom apetite!!!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Biscoitos de Gengibre

(fonte: revista Pública, adaptado por R-Rebotim para uma alimentação mais saudável) 

- 350 gr manteiga magra/vegetal
- 130 gr açúcar mascavado (moído)
- 1 ovo
- 1 gema
- 1 colher (chá) bem cheia de gengibre em pó
- 120 gr farinha integral
- 4 ou 5 colheres (sopa) bebida de soja ou leite magro


Preparação :

Bater a manteiga juntamente com o açúcar de modo a obter um creme fofo e esbranquiçado. Adicionar o ovo e a gema, o gengibre e bater tudo muito bem.
Peneirar a farinha e adicionar ao preparado anterior. Juntar o leite ou a bebida de soja e amassar tudo.
Moldar uma bola com a massa. Retirar pequenos pedaços de massa e formar círculos.
Dispor num tabuleiro untado e forrado com papel vegetal. Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC durante cerca de 10 minutos ou até dourar. Deixar arrefecer e servir ou guardar numa caixa hermética.
Acompanhar com chá de Tília.

Bom Apetite!
Peitos de Frango no forno com limão, manjericão e cogumelos


Esta é uma receita simples de confeccionar o peito de frango fica delicioso com o sabor a limão, tenro e suculento. Experimentem e dêem a vossa opinião. Bom Apetite!!!


Receita para 2/3 pessoas
Grau de dificuldade: Fácil
Tempo confecção: 35 minutos + marinada



Ingredientes:


- 3 ou 4 peitos de frango
- sumo de 2 limões + 1 limão
- 1 caldo knorr natura de galinha ou natura (compra-se em ervanárias)
- manteiga magra/vegetal qb
- azeite qb
- 1 lata cogumelos 125 gr
- 1 pitada de sal marinho
- alho e louro
- salsa fresca e manjericão a gosto




Confecção:


Cerca de 1 hora antes prepare a marinada para o frango. Espalme ligeiramente o frango com um martelo. Coloque-o numa taça e regue-o com o sumo de limão. Junte-lhe os alhos descascados e cortados, o louro e tempere de sal. Deixe tomar gosto.


Na hora de confecção coloque os peitos de frango num tabuleiro. Cubra com um fio de azeite e umas nozes de manteiga magra/vegetal e um pouco de manjericão. Por cima de cada peito de frango coloque uma porção do caldo knorr natura, uma rodela de limão e salpique com salsa fresca cortada.


À volta do tabuleiro coloque os cogumelos devidamente escorridos. Acrescente cerca de 1 copo de água e leve a forno pré-aquecido a 200º, cerca de 35 minutos, ou até verificar que o frango está cozinhado. A meio da cozedura regue a carne com o molho para que o caldo de galinha se dissolva bem.


Sirva acabados de sair do forno.


Acompanhamentos:
Sirva com uma grande salada de Alface, tomate cherry cortado às metades, rúcula selvagem (todos ou apenas os ingredientes que desejar) e um pouco de Aipo por cima com um fio de azeite e coentros a gosto com 2 colheres de sopa de Arroz Basmati. Acompanhe com um chá de Hortelã-Pimenta.


Delicie-se


Cumprimentos


R-Rebotim

domingo, 20 de novembro de 2011

Entrevista
"Doente participa na decisão clínica"
Gabriel Mateus, pai de Safira Íris, criança que fez tratamento experimental contra o cancro, defende participação activa dos doentes nas opções terapêuticas disponíveis


Correio da Manhã – Há legitimidade na crítica dos médicos por ter recusado à sua filha Safira a quimioterapia após a cirurgia de remoção de tumor no rim?
Gabriel Mateus – Uma decisão médica deve passar por uma participação activa do doente, que tem direitos que não podem estar comprometidos quando entra no gabinete médico. Os médicos defendem o seu universo de conhecimento, e o que praticam é o resultado da sua experiência e pesquisa. Devem ter mais cuidado quando se abordam outros tratamentos que têm o seu fundamento, apenas estão em fase de investigação.
– Os médicos argumentam com a taxa de sobrevivência a cinco anos de 95% com quimioterapia e 50% sem quimioterapia. Não são números a ter em conta?
– O dr. Gentil Martins fala em 90% de taxa de sobrevivência, e o director clínico do IPO fala em 80%. Esse número tem sido flutuante. A taxa dos 95% exclui os casos clínicos desfavoráveis, como o de Safira, em que o tumor dela não se enquadra nessa estatística. Os estudos que existem e classificam o tumor dela de alto risco envolveram onze doentes, cinco dos quais tiveram novo tumor após a quimioterapia. Em oncologia, lidamos sempre com incerteza .
– O que diz das pessoas que possam tomar a mesma decisão e recusar a quimioterapia?
– É um direito que assiste a qualquer cidadão não seguir as indicações dos médicos. Não é um convite a que o façam, mas defendo que as pessoas estejam plenamente conscientes da sua decisão e ajam com co-responsabilidade no acto médico. As pessoas devem ter liberdade de escolha e saber que qualquer tratamento tem riscos.
"LEI TEM DE SER ALTERADA PARA HAVER CONTRADITÓRIO"
CM – Os médicos dizem que as vacinas com as células dendríticas estão em fase de investigação. Não há margem para maiores riscos?
G. M. – Qualquer terapêutica tem riscos. O doutor Gentil Martins diz que as vacinas impedem tratamentos eficazes e aumentam a probabilidade de morte: não pode fazer afirmações destas porque não estão fundamentadas com estudos. É perigoso dizer que a vacina cria falsas expectativas, é tão perigoso como dizer que o único tratamento possível é este ou aquele, porque está a condicionar a liberdade de decisão das pessoas.
– As medicinas alternativas não estão regulamentadas.
– O enquadramento legal tem de ser todo revisto, porque só existe lei para o contraditório religioso e tentam colar-nos essa imagem, não é honesto.
– Como está a Safira?
– Ainda tem de fazer mais duas vacinas e faz suplementos vitamínicos e outros tratamentos.
PERFIL
Gabriel Mateus tem 34 anos e é licenciado em Ciência das Religiões. Dá aulas de História das Religiões. Actualmente está empenhado em concluir o mestrado na Universidade de Exeter, em Inglaterra."
Cristina Serra


http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/saude/doente-participa-na-decisao-clinica

sábado, 19 de novembro de 2011

Estudo sugere que pouco sal faz mal para não-hipertensos


"Embora sal demais possa ser bastante prejudicial à saúde em médio e longo prazo, sal de menos também faz mal. Afinal, os dois elementos químicos que compõem o sal, cloro e sódio, são indispensáveis para o funcionamento das células de todos os seres vivos, pois regulam a quantidade de água no corpo. Entretanto, a situação mais comum em relação ao sal é o excesso, já que o maior consumo de alimentos industrializados – muitos deles ricos em sódio – há maior retenção de líquido, o que aumenta o volume sanguíneo e piora a hipertensão. 

Mas a quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde para o consumo diário de sal em até 5g está longe de ser um consenso na comunidade científica. De acordo com novo estudo, uma dieta com pouco sal de fato reduz a pressão sanguínea como sugerem os médicos, mas aumenta os níveis de colesterol, gorduras e hormônios no sangue, além do risco de doenças cardíacas. O trabalho, publicado na revista American Journal of Hypertension, fez um apanhado de 167 pesquisas em que os participantes foram acompanhados por um mês e selecionados aleatoriamente em dois grupos: um consumindo pouco sal e outro ingerindo grandes quantidades da substância.

No grupo dos que comiam pouco sal, os pesquisadores observaram uma melhoria discreta na pressão sanguínea, sobretudo em quem já apresentava pressão alta, já que a dieta reduziu a pressão em até 3,5%.

Por outro lado, entre os não hipertensos, a dieta com pouco sal aumentou em até 2,5% os níveis de colesterol e em 7% os triglicérides. Além disso, também houve aumento nos hormônios que regulam o nível de sal no sangue, que são responsáveis por fazer o corpo preservar a substância no corpo ao invés de excretá-la pela urina.

A pesquisa não considerou dados sobre o excesso de peso e o sedentarismo dos participantes para definir a interferência na pressão arterial. Ainda serão necessárias mais pesquisas para investigar se uma dieta com uma quantidade menor ainda de sal poderá trazer benefícios para a saúde."

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

A importância do tomate na nossa alimentação

"Reconhecido por ser um alimento rico em ácidos orgânicos, vitaminas A, B e C e ótimo para a composição de saladas rápidas, o tomate possui funções que podem ser administradas para prevenção e diminuição dos efeitos de certas doenças. Como benefícios à saúde, o tomate estimula a secreção gástrica e promove a ação depurativa do sangue, e também ajuda na recuperação da pele, reumatismo, astenia e prisão de ventre. 

O tomate favorece o crescimento e a ossificação e é auxiliar contra as infecções bacterianas, perturbações digestivas e pulmonares. É ainda eficaz em tratamentos contra a caspa e queda de cabelos. O potássio e a vitamina C contidos nele auxiliam no sistema imunológico e estimula o metabolismo, atuando como um diurético natural.

Algumas pesquisas dizem que o tomate pode auxiliar na prevenção de doenças cardíacas, já que uma substância que envolve suas sementes é muito eficaz no impedimento de formação de coágulos. Os tomates são as fontes alimentares mais ricas em anticoagulantes. 

Quem imaginaria que o tomate e seus derivados – como molhos, sucos, entre outros, utilizados no preparo de deliciosas receitas – poderia reduzir o risco de vários tipos de câncer? Todos esses produtos são ricos em licopeno, o componente que dá a cor vermelha ao tomate, que, para o bem da saúde de todos nós, tem propriedades anticancerígenas.

O licopeno é uma substância carotenoide que dá a cor avermelhada ao tomate, melancia, goiaba, entre outros alimentos. É um antioxidante que, quando absorvido pelo organismo, ajuda q reparar os danos às células causados pelos radicais livres. E a principal vantagem de consumi-lo é que, uma vez processado sob a forma de suco, o tomate não perde as suas propriedades nutritivas. Somente recentemente o licopeno tem recebido destaque, sendo considerado o carotenóide mais promissor para a nutrição e a saúde humana, apresentando uma atividade antioxidante dez vezes maior que o betacaroteno.

E a principal vantagem de consumi-lo é que, uma vez processado sob a forma de suco, o tomate não perde as suas propriedades nutritivas."


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Agora as nossas consultas na Farmácia Central Park em Linda-a-Velha são quinzenalmente à terça-feira das 12:00h às 19:30h. A marcação deverá ser feita pelo número 21 419 45 27.




Estamos à sua espera.
RR

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Salada com tomate, queijo e fruta

Aqui fica uma receita feita por mim, agradeço a vossa opinião. Experimentem.

Tomate maduro (bem vermelho) às rodelas, oregãos a gosto, rúcula selvagem, oregãos a gosto, alface verde e roxa a gosto, coentros a gosto picadinhos, couve roxa cortada às tirinhas, outra vez tomate às rodelas e orégãos. À volta do prato abacaxi... maduro para dar cor e kiwi, acompanha com um bom queijo fresco com oregãos e uma a duas colheres de doce de tomate ou mirtilos com uma fatia de pão de centeio integral com sementes (temperar com azeite, sal marinho a gosto, vinagre balsâmico a gosto). Deliciem-se.

Cumprimentos RR

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Vacinação, liberdade de escolha? "The Greater Good"

A vacinação é mais uma daquelas questões que divide a opinião pública. Também aqui, a liberdade de escolha do cidadão colide com as convicções da medicina oficial que influenciam a decisão política de impor a vacinação generalizada. Talvez esteja na hora de acabar com o paternalismo que impõe a vacina, porque diz que protege de umas doenças mortais e perigosas, e abrir espaço para o debate e para esclarecimento do principal alvo do negócio das vacinas: os cidadãos.


THE GREATER GOOD
http://vimeo.com/31036452

Rastreio Mesoterapia em Linda-a-Velha


Dia 14 de Novembro de 2011, na FARMÁCIA CENTRAL PARK EM LINDA-A-VELHA, vai decorrer um RASTREIO GRATUITO de Mesoterapia Homeopática das 11:00 às 19:30 com a Dra. Rita Rebotim.


Poderá contactar a Farmácia ou mandar-nos um email para consultas@r-rebotim.com de forma a podermos organizar a agenda.


Aproveite esta oportunidade.


(Clique na imagem para aumentar)

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Bem vindos ao nosso site


O nosso site está no início.
Ainda que um pouco 'despido' à data já apresenta algumas informações, promoções e receitas.


Faça visitas regulares ao nosso site.


Pode contactar-nos pelo mail: informacoes@r-rebotim.com